• IPDAL

IPDAL APRESENTA GLOBAL PEACE INDEX

O Instituto conseguiu trazer a Portugal o think tank australiano Institute for Economics and Peace para realizar a primeira apresentação pública do Global Peace Index no país.



No dia 21 de junho, o mais influente relatório mundial sobre Paz e Segurança foi discutido pelo IPDAL com deputados à Assembleia da República, embaixadores, representantes de organizações internacionais, empresários, académicos e membros das Forças Armadas e de Segurança nacionais e internacionais.



O custo económico da violência, sobretudo num cenário de recuperação da pandemia e dos confinamentos, foi um dos temas centrais da iniciativa. As alterações na ordem internacional e a reconfiguração geopolítica da atualidade foram igualmente atualizadas, bem como a militarização dos Estados e das regiões, dado que os países líderes do ranking são dos Estados que menos investem em atividades militares.

A guerra da Rússia na Ucrânia foi outro tópico abordado, com o foco no aumento dos gastos militares dos países da NATO e com as sanções económicas impostas à Rússia a contribuírem para o aumento dos preços da energia e dos alimentos, sendo este um dos problemas que mais desafios poderá colocar à paz mundial no futuro.



Serge Stroobants, diretor do Institute for Economics and Peace para a Europa, Médio Oriente e Norte de África, conduziu a apresentação e Filipe Domingues, Secretário-Geral do IPDAL, salientou que é obrigação do Instituto realizar estas ações de diplomacia pública e reflexão estratégica com decisores de diversas áreas e reforçou o compromisso do IPDAL em continuar a liderar as discussões em Portugal sobre as principais dinâmicas internacionais.


No Global Peace Index 2022, Portugal aparece como o sexto país mais pacífico do sistema internacional, atrás de Islândia, Nova Zelândia, Irlanda, Dinamarca e Áustria. Os países latino-americanos mais bem classificados são a Costa Rica, o Uruguai e o Chile, respetivamente 38º, 46º e 55º do ranking.

5 views0 comments