• IPDAL

Presidente da República elogia papel do IPDAL



Na mensagem que dirigiu ao IV Encontro “Triângulo Estratégico”, o Presidente da República de Portugal garante que «o papel da sociedade civil, e em particular do IPDAL, merece ser destacado».

O Chefe de Estado elogia ainda a «pertinência dos temas para os diversos painéis» e assegura ainda que é «com muito gosto» que se associa novamente aos Encontros “Triângulo Estratégico: América Latina – Europa – África”, felicitando o IPDAL pela sua organização.


Com efeito, o Presidente afirma que «nesta dinâmica de aproximação e reforço do relacionamento de Portugal com África e com a América Latina, a par dos esforços levados a cabo pelas autoridades políticas nacionais, o papel da sociedade civil, e em particular do IPDAL, merece ser destacado.»


A mensagem foi lida na Sessão de Abertura do IV Encontro “Triângulo Estratégico”, no dia 16 de Abril de 2015.


Mensagem na íntegra:

«Mensagem de

Sua Excelência o Presidente da República

ao IV Encontro Triângulo Estratégico: América Latina-Europa-África

Lisboa 16 de abril de 2015

É com muito gosto que, uma vez mais, me associo ao IV Encontro Triângulo Estratégico: América Latina – Europa – África e que felicito o Instituto para a Promoção e Desenvolvimento da América Latina, IPDAL, pela sua organização, saudando também os seus ilustres participantes.

Nesta dinâmica de aproximação e reforço do relacionamento de Portugal com África e com a América Latina, a par dos esforços levados a cabo pelas autoridades políticas nacionais, o papel da sociedade civil, e em particular do IPDAL, merece ser destacado.

Recebermos, em Lisboa, este encontro anual que reúne responsáveis políticos, empresários e representantes da sociedade civil de diversos países latino americanos, africanos e europeus é, por si só, simbólico do papel de Portugal enquanto factor de aproximação entre povos e culturas e vértice desse triângulo estratégico.

Saúdo o IPDAL pela escolha e pertinência dos temas para os diversos painéis. Os assuntos propostos para reflexão, que vão desde a Cooperação e o Desenvolvimento, passando pela Energia, Infra-estruturas e Logística ou pela Inovação, Ciência e Ensino Superior constituem áreas prioritárias no nosso relacionamento.

Portugal, membro activo da União Europeia, mantem, desde há muitos séculos, uma relação intensa e de profunda amizade e proximidade com os países de África e da América Latina. Unem-nos laços fortes e denominadores comuns que se manifestaram, de formas diversas, ao longo da nossa História.

Em épocas de maiores desafios, como aquela que há vários anos vivemos, essa cumplicidade e esse relacionamento especial muito têm ajudado os nossos países. Hoje, a dinâmica económica, política e cultural que existe entre Portugal e os países africanos, especialmente os de expressão portuguesa, e latino americanos, tem-se revelado fundamental para o crescimento económico e para o bem-estar das nossas populações.


É com apreço que registamos a intensidade dos contactos políticos, das taxas de comércio nunca antes alcançadas e dos números do investimento, intercâmbios entre empresas, estudantes, instituições académicas, institutos de investigação e agentes culturais.

Como está provado, trata-se de uma relação que não se esgota na História e que, estou convicto, se projeta no futuro, com benefícios mútuos.

É neste espírito que vos desejo os maiores sucessos para os trabalhos que agora iniciam.

Aníbal Cavaco Silva

Presidente da República Portuguesa»

0 views0 comments

Recent Posts

See All