• IPDAL

UAL à conquista da América Latina

A América Latina vai muito para além do Brasil e pode ser um destino interessante e ainda por explorar para as instituições lusas.


A Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) deu já um primeiro passo na direcção daquele continente ao assinar, recentemente, com o Instituto Para a Promoção e Desenvolvimento da América Latina (IPDAL) um protocolo que visa "desenvolver uma relação de proximidade com as universidades do continente sul-americano".


Em entrevista ao Diário Económico, Minerva Batista, presidente do conselho consultivo do IPDAL, Miguel Faria, director para a Inovação e Internacionalização na UAL, e Nancy Gomes, professora de Relações Internacionais na UAL, explicam a importância da parceria entre a universidade e o instituto.


A relação com o IPDAL "é uma das cores fundamentais que brilham numa paleta de relações internacionais universitárias que cada vez mais se desenvolvem num quadro de uma interculturalidade, que enriquece cada segmento de cada experiência que nós desenvolvamos", sublinha Miguel Faria. A UAL já contava com protocolos de colaboração com "algumas universidades de referência brasileiras", mas, acrescenta Miguel Faria, "a aproximação e a consolidação dessa aproximação com a assinatura do protocolo de parceria com o IPDAL permitiu-nos estender a nossa área tradicional de relacionamento universitário, do Brasil a toda a América Latina, tendo como ponto alto dessa expansão a assinatura do protocolo com a mais antiga universidade da América Latina, que é a Universidade Autónoma de São Domingos, na República Dominicana". Este protocolo vai permitir o "intercâmbio de professores e alunos e a criação de graus comuns e de cursos em parceria", conclui.

"Mas Portugal não está entre os países escolhidos pelos estudantes sul-americanos para ir estudar", destaca Minerva Batista. Por isso, considera, "é necessário aprofundar a riqueza cultural e académica que há entre Portugal e a América Latina e este protocolo vai permitir esse intercâmbio".

Nancy Gomes frisa que esta "é uma região que se está a afirmar como interveniente no cenário internacional e Portugal precisa mais do que nunca da América Latina". As relações internacionais entre Portugal e a América Latina estão a fortalecer-se, mas no plano académico ainda há muito a fazer. Na relação que está a ser construída entre a UAL e o IPDAL, já foram realizados vários eventos e muito outros estão a ser planeados. Um exemplo é, em "Outubro, uma conferência internacional, o Fórum América Latina UAL-IPDAL, sobre a UE e a América Latina, com a presença confirmada do Dr. Mário Soares", acrescenta a professora da UAL.

O protocolo UAL-IPDAL já deu outros frutos O IPDAL abriu uma área de estágio para um aluno de relações internacionais da UAL, a quem se seguirão outros. "Este processo traz efectivamente uma mais-valia para o capital humano da instituição, porque hoje em dia não é possível viver num mundo que não seja um mundo intercultural, em permanente abertura à inovação", conclui Miguel Faria.

Fonte DE

0 views0 comments

Recent Posts

See All